Nova York - Restaurantes

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019 Comente!

Devo confessar que sempre que estou planejando uma viagem uma das coisas que mais me empolgam é a gastronomia local, para mim, pesquisar restaurantes é tão importante quanto pesquisar atrações para conhecer 😋

Na nossa viagem para Orlando, há três anos, comemos muita porcaria, principalmente para economizar, e com o passar dos dias o Rodolfo começou até a passar mal de tanta besteira que estávamos comendo, dessa vez decidimos ter refeições melhores, mesmo assim procuramos por restaurantes que não fossem tão caros.

Vale a pena citar que em vários restaurantes nós pedimos apenas UM prato e dividimos, para nós dois deu super certo, porque não estamos acostumados com o tamanho das porções de lá, são muito grandes, então mesmo que o valor do prato fosse um pouco mais alto, valia a pena porque só pedíamos um e depois pedíamos uma sobremesa, mesmo assim, em alguns restaurantes saíamos tão cheios que não sobrava espaço nem para a sobremesa 😅

Jantar durante o voo
Para mim a viagem já começa no avião 😆 Então mesmo não tirando foto, acho que vale a pena contar sobre o jantar  que tivemos no avião (voamos de American Airlines). Na ida tive a opção de frango ou massa e pedi frango, mas estava muito ruim 😫 veio com arroz e farofa e parecia que tinham jogado um caldo cheio de gordura por cima 😖.

No retorno eu já tinha aprendido minha lição e escolhi massa, não foi a massa mais gostosa que já comi na vida, mas estava bem saboroso. Então #fikdik, não peça frango no avião!

Shake Shack
Nossa primeira refeição em solo gringo foi no Shake Shack, tinha planejando ir em um que fica próximo ao Central Park mas como chegamos bem antes do horário de check-in do Airbnb e estava muito frio, inclusive nevando, ficamos matando tempo na Grand Central e acabamos fazendo nossa primeira refeição lá.

Já tinha ouvido maravilhas dessa rede, que inclusive, você encontra em vários endereços espalhados por Manhattan, mas vá preparado, porque sempre está muito cheio. Achei o lanche super saboroso e a batatinha incrível, mas confesso que já fui em várias hamburguerias aqui em São Paulo que não perdem em nada para o Shake Shack. Inclusive, tem uma aqui na minha cidade, Homer Burger, que os lanches são tão bons quanto.

Onde fica? Em quase toda esquina 😂

Starbucks
Foi minha primeira vez tomando um café do Starbucks, o café estava bem gostoso, mas o que faço aqui em casa, que é produzido por uma cooperativa de Minas Gerais, é bem mais gostoso, viu. Tanto que no dia seguinte pedi um chocolate quente, que era divino, doce na medida certa e tão quentinho que esquentava o coração 💓, pedia sempre o tamanho pequeno, que equivale ao tamanho médio aqui do Brasil 😅

A propósito tomamos café da manhã lá quase todos os dias, gastávamos uma média de onze dólares, o que valia super a pena e depois demorávamos bastante para sentir fome novamente.

Pedia bagel com queijo quase todos os dias, quando não, pedia com manteiga. É um pãozinho que lembra o formato de um Donut, mas é assado e lembra bastante os pães que estamos acostumados a comer por aqui.

Em alguns outros dias cheguei a pedir Croissant de presunto e queijo e Cheese Danish, que esqueci de tirar foto, mas não gostei também, pareciam velhos e requentados 😔

Onde fica? Em toda esquina 😂

Museu de História Natural
O museu é gigantesco e você consegue passar o dia todo por lá facilmente, por isso, optamos por almoçar lá dentro, eles tem uma espécie de refeitório com uma variedade muito boa, como estávamos no começo da viagem estávamos com muita vontade de comer besteira 😄 mas se você quiser, tem várias opções de saladas, pratos principais e acompanhamentos para se servir.

Nós optamos por pegar um hambúrguer, batatinhas, chicken fingers (que estava incrível de bom) e uma banana de sobremesa pra equilibrar 😅

Onde fica? O museu fica no Upper West Side, coladinho no Central Park.

Applebee's
Devo confessar que encontrar um lugar para jantar na região da Times Square não é das tarefas mais fáceis, principalmente se você está com muita fome, cansado e não tem reserva em nenhum restaurante. Eu realmente subestimei a importância das reservas 😑

Mas se você se afastar um pouco do burburinho vai ser mais fácil encontrar algum lugar com menos de 1h30 de espera, gostamos tanto do Applebee's que fomos duas vezes, fomos super bem atendidos e a comida estava deliciosa, foi uma dos casos em que não coube espaço para a sobremesa 😆

Pedimos a costelinha de porco, tem a opção de meia e inteira, pedimos a inteira para nós dois e escolhemos mais dois acompanhamentos, batata frita e brócolis (nova paixão do Rodolfo 😂).

Onde fica? Próximo a Times Square, pertinho da loja M&M's.

Bill's Bar and Burger
Nesse dia não estávamos muito afim de comer besteira (e eu estava correndo de comer frango depois do frango ruim que comi no avião), estávamos indo em direção à uma churrascaria quando passamos em frente à este restaurante que parecia ser super legal.

Entramos e não nos arrependemos, pedimos hambúrguer de novo (o que posso fazer se é uma das minhas comidas prediletas?) e achei até mais gostoso que o do Shake Shack.

Onde fica? Próximo ao Rockefeller Center.


Outback
Eu de verdade, achei que ia encontrar um Outback em cada esquina por lá, mas só passamos perto de um e é claro, entramos. Mesmo sendo uma rede norte americana, me senti em casa 😉 afinal, o que não falta por aqui, é Outback.

Pedimos o de lei né, a costelinha, mas quis inovar na sobremesa e não me arrependi, pedi um cookie na frigideira com sorvete de chocolate branco e calda de caramelo e socorro, que negócio bom!

Onde fica? Próximo ao Flatiron Building (aquele prédio fininho, sabe?).

Barilla
Eu esqueci de tirar foto 😡 mas mesmo assim quis colocar aqui porque amei!

Esse restaurante é daquela marca de macarrão, Barilla, não indico pedir um prato para dois que é pouco, mas é o macarrão mais gostoso que comi por lá, cozido na medida certa, bem temperado, mas nada muito picante.

Dica: depois das 15h eles tem promoção de pratos maiores para poder dividir em 2 e até 4 pessoas.

Onde fica? Pertinho da Broadway.

Junior's Cheesecake
Que cheesecake meus amigos, que cheesecake!
Simples, mas espetacular, nunca comi nada parecido, muito bom!

Pedimos um prato para dividir, o mais próximo de comida normal que encontramos 😅, a saudade do feijão já estava forte nesse dia. E pedimos a Original New York Cheesecake, quando chegou eu não dei muita moral não, muito simples, peladinha, sem nenhuma calda por cima 😂

Mas depois da primeira garfada, meu amor, que cheesaceke deliciosa, até o Rodolfo que não é muito chegado em doces, amou!

Onde fica? Na Broadway!

Esses foram os lugares que mais gostei, mas também comemos em barraquinhas, no McDonald's, compramos algumas coisas no mercado, enfim, no fim das contas conseguimos economizar bem e ir nos restaurantes acima que eram bem gostosos.

Dica 1: a maioria dos restaurantes serve água de graça, estranho né, mas é verdade, então se você quiser economizar ainda mais, peça apenas água!

Dica 2: o app Yelp me ajudou muito durante a viagem, nele você consegue ver todos os restaurantes nas redondezas e ler avaliações.

Fiquei com fome agora 😅
LEIA MAIS

Minhas dicas (que funcionam) para ler mais!

domingo, 24 de fevereiro de 2019 Comente!

O ano passado fiquei super animada por voltar a ler com mais frequência, hábito que acabei deixando de lado devido à correria do dia-a-dia mas principalmente por ter que ler muito conteúdo para faculdade, conteúdo que eu não necessariamente gostava. Creio que o fato de ser obrigada a ler alguma coisa acabava já me deixando desanimada com a leitura 😬
Li alguns livros muito bons no ano passado, vou postar sobre cada um deles em um futuro próximo aqui no blog,  mas só consegui começar a cumprir essa meta de ler mais do meio para o final do ano, esse ano já queria começar diferente, estabeleci uma meta de ler pelo menos um livro por mês. Confesso que para mim, meta bem tranquila, eu poderia estabelecer um número maior, mas se eu não atingisse essa meta acabaria desanimando pois acredito que o volume de livros que consigo ler em um mês pode variar muito de acordo com a complexidade, quantidade de páginas e também de acordo com o momento em que estou vivendo.

Assim, creio que independente destas variáveis a meta de um livro ao mês pode ser atingida sem muitos problemas, sei que em alguns meses conseguirei bem mais que um e em outros não e tá tudo bem.

No mês de Janeiro consegui ler três livros, fiquei super feliz porque gostei dos três e um deles é o último livro de uma série de três livros que comecei a ler ano passado, não me lembro da última vez em que tinha terminado uma série 😅

Dicas para ler mais!

Desde que comecei a postar os livros que estou lendo lá no insta e a andar com um livro para cima e para baixo, tenho ouvido várias pessoas dizendo que não tem tempo para ler, embora gostem muito. Confesso que eu também não tinha, inclusive, passei a acordar mais cedo exatamente para conseguir dar conta de TUDO, inclusive daquilo que não é obrigação, mas me faz bem, mas isso é assunto para outro post...

E a primeira dica é essa: encontre tempo!
Sim, encontre tempo porque o dia continua tendo 24 horas, nós que não estamos conseguindo administrar essas 24 horas porque a cada dia temos mais coisas com as quais podemos nos distrair.

Eu comecei a monitorar o tempo que eu gasto no celular todos os dias e fiquei assustada com o tempo que eu perdia nas redes sociais, sabe quando você começa a deslizar o feed e quando vê já passou meia hora? Então, quantas páginas de um livro você teria lido se tivesse empregado esses 30 minutinhos à leitura.

A Netflix não tem esse relatório de horas diárias, mas eu também perdia umas boas horas na frente da TV, inclusive, uma das minhas metas este ano é assistir minhas séries somente enquanto eu estiver fazendo alguma outra atividade que permita dividir a minha atenção, seja estendendo roupas, lavando a louça, preparando o jantar ou passando roupas.

Uma sugestão que posso te dar é aproveitar as horas gastas no trânsito, no meu tempo de faculdade a maior parte dos meus estudos eram feitos dentro do trem 😅 E isso me leva à outra dica!

Tenha sempre um livro a mão
A gente nunca sabe quando vai ter um tempinho para ler ou escapar da realidade, quem mora em São Paulo sabe que tem fila para tudo e mesmo sabendo disso, nunca nos acostumamos e sempre passamos nervoso, aproveite estes momentos e coloque a sua leitura em dia, não conheço forma melhor de escapar da realidade do que essa.

Intercale leituras obrigatórias com leituras por prazer
Como eu gostaria de ter pensado nisso no meu tempo de faculdade, hoje não tenho a obrigação de ler nenhum material específico, no entanto, tenho procurado ler materiais diferentes do que eu costumava, seja sobre produtividade, vida espiritual e etc, embora sejam leituras prazeirosas, também são leituras que requerem muito mais a minha atenção, pois quero absorver o máximo de conhecimento que eu puder.

Por isso decidi começar a intercalar as leituras, percebi que ler um livro de auto-ajuda após o outro não é tão benéfico para mim quanto ler um de auto-ajuda, um romance e depois outro de auto-ajuda. Essa pausa lendo algum livro mais leve me ajuda a absorver melhor o conteúdo do livro anterior e me dá mais ânimo ao começar o próximo.

Estabeleça uma meta diária
Além da meta de leitura mensal, tenho uma meta diária de leitura, assim o livro não fica abandonado por muito tempo. Sabe quando você começa a ler um livro e depois só pega pra ler de novo depois de uma semana e tem que voltar algumas folhas para se lembrar do que já leu? Então, ao ler um pouco por dia a história permanece fresca e a leitura é mais proveitosa, sem contar que você consegue terminar mais rápido.

Todos os dias tento ler ao menos um capítulo, caso consiga ler mais que um, ótimo, caso consiga apenas um, também está ótimo!

Evite ler vários livros ao mesmo tempo
Assim que voltei a ler com frequência fiquei tão animada que queria ler todos os livros que tinha vontade de uma vez só. Comecei a ler tantos livros ao mesmo tempo que acabei desanimando e no fim das contas não terminei nenhum.

Por fim, escolhi apenas um e decidi pegar outro somente após termina-lo, e foi a melhor coisa que eu poderia fazer porque o livro era incrível, mas por estar lendo tantas coisas ao mesmo tempo, eu não estava conseguindo absorver tudo, logo, a leitura não estava me empolgando.

Não se sinta mal por abandonar um livro
Já perdi as contas das vezes em que me forcei a ler um livro apenas porque eu tinha começado e tinha a necessidade de terminar algo que comecei. Se a leitura não está te empolgando ou não está sendo proveitosa, se permita abandonar o livro e começar outro.

Já abandonei um livro e depois de alguns meses ou até mesmo anos, decidi tentar ler novamente e a experiência foi completamente diferente.

Wishlist literária
Uma das páginas do meu bullet journal é dedicada à uma lista de livros que quero ler/comprar, fazer listas em geral tem me ajudado bastante, sempre que ia comprar um livro, peça de roupa ou algo para a casa eu ficava sem saber o que comprar, parece que dá um branco, não sei explicar. Então todas as vezes que sinto falta de algo, desejo algo ou alguém me indica um livro, eu já adiciono à lista e consigo me programar para ir comprando aos poucos.

E você, quais são suas metas de leitura?
Essas são as dicas que estou colocando em prática e tem me permitido ter muito mais tempo e disposição para ler!

Me contem quais são as dicas de vocês 😀
LEIA MAIS

#5 músicas que eu gostaria de ter escrito!

sábado, 17 de fevereiro de 2018 Comente!

Já ouviu alguma música e achou ela tão inteligente ou ela falou tanto com você que você gostaria de ter feito aquela música?

Várias vezes já me peguei com este pensamento e achei que seria legal compartilhar aqui algumas músicas que acho lindas, tem uma mensagem incrível e outras que simplesmente significam muito para mim e fizeram parte da minha história, mas hoje começarei apenas com cinco, ok?

Abba - Laura Souguellis

No ano passado eu participei pela primeira vez da Conferência Dunamis e acho que mesmo se eu quisesse eu não conseguiria encontrar uma palavra para descrever o que aquilo significou para mim. Mas posso dizer que senti a presença de Deus de um jeito que eu nunca tinha sentido, Ele falou comigo com tanto amor, me mostrou o que devo mudar, o que devo melhorar e que independente do que pensam de mim, o que mais importa é o que Ele pensa de mim.

No final do evento, enquanto estávamos na fila encontramos um rapaz, de uma igreja próximo de casa que gostamos de ir durante a semana, e Ele começou a falar tudo o que Deus tinha falado com ele naqueles dias e de como aquilo o fez lembrar das dificuldades, dos problemas que ele passou e eu me identifiquei muito com aquilo que ele estava falando e ao fundo estavam cantando este louvor. 

Chorei tanto, porque vi o cuidado que Deus tem comigo, mesmo sem eu merecer!

Trecho favorito:
"Estás mais perto do que a canção em meus lábios
Estás mais perto do que a pele em meus ossos
Teus pensamentos me definem
És tudo para mim, És a minha realidade"

Touch the sky - Hillsong United

Em 2016 realizei o sonho de conhecer a Disney, chegamos em Miami, pegamos um carro e fomos para Orlando, umas quatro horas de carro, mais ou menos.

Não sabíamos mexer direito no rádio do carro então deixamos na rádio que já estava sintonizada, quando chegamos em Orlando a rádio que sintonizou era gospel (olha que coincidência) e esse louvor não parava de tocar rs rs

Amo a letra desse louvor, até mesmo tentei traduzir para cantar em português mas não soa tão lindo como soa na versão original, mas acho que gosto mais ainda desse louvor porque ele acabou se tornando a trilha sonora da realização de um dos meus maiores sonhos.

Trecho favorito:
"Find me here at Your feet again
Me encontro aqui aos seus pés novamente
Everything I am, reaching out, I surrender
Com tudo o que sou, me achegando, eu me rendo
Come sweep me up in Your love again
Venha me abraçar com seu amor novamente
And my soul will dance on the wings of forever
E minha alma dançará nas asas da eternidade

I touch the sky when my knees hit the ground
Eu toco o céu quando meus joelhos tocam o chão"

Pequenas alegrias - Marcela Taís

Pra ser sincera não me lembro da primeira vez que ouvi essa música mas acredito que ela tem uma mensagem tão linda. A vida passa rápido e a felicidade não consiste em ser feliz o tempo todo mas na união de pequenas alegrias.

Não só isso, acho que o mais difícil é dar valor à essas pequenas alegrias que temos todos os dias mas nem sempre nos damos conta.

Amo louvores de adoração à Deus, mas também amo essas músicas que nos ensinam algo, que ajudam a mudar nosso olhar sobre a realidade.

Trecho favorito:
"Paz no coração, liberar perdão, abraço inesperado
Trabalho voluntário, estar vivo, fazer aniversário
Mas, se a gente juntasse as pequenas alegrias
Ser'amos felizes todos os dias"

Seria tão bom - Paulo César Baruk

Se você viu algum dos vídeos em que eu falo sobre música no meu canal, já deve ter percebido que eu amo os louvores do Baruk e tenho uma lista imensa de vários louvores dele que foram trilha sonora de algum momento da minha vida, rs rs

Esse é um dos mais novos e assim como o da Marcela, ele nos convida à reflexão, a gente vive a vida no automático e às vezes até se esquece porque está indo à igreja, estamos confundindo conhecer à Deus, intimidade com Deus com religião.

Trecho favorito:
"Seria tão bom
Se o conhecer a Deus, fosse mais que religião
Fosse amor e obediência pelo autor da criação, seria tão bom

Ai Pai faz de mim
Alguém parecido Contigo, e então
Transforma o meu eu
E esse jeito de ser tão altivo"

Essência da adoração - David Quinlan

Gosto desse louvor porque me lembra a época em que comecei a ir na igreja, foi um tempo muito bom, mas gosto também da letra dele.

Trecho favorito:
"Mais que uma canção eu Te darei
Pois apenas uma canção não é o que queres de mim
Mais profundo buscas, Senhor
Do que os olhos podem ver, queres meu coração

Estou voltando à essência da adoração
E a essência és Tu, a essência és Tu, Jesus"


Gostou de algum? Já conhecia algum desses? Aceito sugestões de louvores para eu ouvir!
LEIA MAIS