Viajar ou fazer uma festa?

quinta-feira, 14 de maio de 2015 | Comente!

Sempre que nos deparamos com uma data ou um acontecimento especial, que esteja fora do cotidiano, temos a necessidade de fazer algo para tornar este momento memorável. De acordo ALLEN, McDONNELL, O’TOOLE et al. (2008) desde a antiguidade os seres humanos procuram por maneiras de marcar eventos importantes de suas vidas, desde a mudança das estações, a celebração de um casamento, um aumento de salário, um avanço na carreira profissional, o nascimento de um filho, entre tantos outros eventos. Momentos marcantes, datas comemorativas, mudanças na natureza ou no meio em que se vive tem sido pretexto para a realização de eventos.

O casamento nada mais é do que um marco na vida de duas pessoas, logo, quer pretexto maior para realizar um evento do que este? Mas como evento, eu posso entender qualquer acontecimento que esteja fora do nosso cotidiano, portanto, uma viagem é um evento, assim como uma festa de casamento também é um evento. Tudo bem, os dois são eventos, mas qual escolher?

Deixe-me refletir mais um pouco, grande parte das mulheres sonham com o casamento, não posso dizer todas, mas uma grande parte brincou de Barbie e simulou vários casamentos entre a Barbie e o Ken. Portanto, o casamento já é um sonho que é alimentado desde muito cedo. Além disso, existe uma frase que diz “Nenhum homem é uma ilha”, essa frase quer dizer de maneira metafórica que nós seres humanos somos carentes de relações sociais, nós temos a necessidade de estarmos envolvidos com outras pessoas.

Existe mais um fator, o arrependimento! Ninguém gosta de sentir a sensação de que deveria ter feito algo e não fez e não tem mais a oportunidade de fazer.

Estou viajando muito? Deixe-me concluir então.

Nós já entendemos a importância de marcar um momento especial com um evento, certo? Portanto, vamos deixar de lado a opção de nem viajar nem fazer festa.

Nós sabemos também que o casamento é uma palavra que traz consigo uma carga emocional imensa, afinal, desde pequenas muitas mulheres sonham com este momento.

Nós também entendemos que nós seres humanos somos carentes de relações sociais, portanto, celebrar algo com várias pessoas que amamos e que fazem parte da nossa história é algo que sempre nos alegra.

Amarrando os pontos, temos que o vestido branco é um sonho de consumo para muitas mulheres e celebrar um momento importante ao lado de pessoas importantes é algo que agrada ao ser humano.

E o arrependimento, o que tem a ver com tudo isso? Todas as vezes que eu vejo um casal se casando eu torço para que este seja o primeiro e último casamento deles. Além disso, existe alguém que se casa já pensando em se divorciar? Portanto, vamos assumir a premissa de que só iremos ter uma chance de realizar uma festa de casamento, e a viagem? Será que em outra oportunidade poderemos realiza-la?

A partir daí eu concluo que sim, vale a pena fazer uma festa de casamento, mesmo que envolva uma série de dificuldades e dramas familiares, é um momento que será recordado para sempre, então porque não fazer? Afinal, depois de casados vocês terão a vida toda para realizar quantos sonhos quiserem, porque não começar pela festa?

Fonte da imagem: http://revista.icasei.com.br/wp-content/uploads/2014/12/shutterstock_80090404.jpg

Referência: Allen Johnny, O’Toole William, Harris Robert, McDonnell Ian, Stokes Robyn. – Organização e Gestão de Eventos: Rio de Janeiro: Elsevier Editora Ltda, 2008.