Fornecedores precisam se alimentar?

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016 Postado por: Maria Carolina Costa COMENTE!



Este é o tipo de questão que muitas vezes os anfitriões acabam esquecendo ou até mesmo tendo contato quando estão bem próximos da data de realização do evento. É muito comum casais ou pais de aniversariantes não se preocuparam em analisar os contratos e quando o dia do evento está chegando acabam fazendo este questionamento:

- Os fornecedores precisam se alimentar?

Bom, vamos por partes, primeiramente vamos entender quem são estes fornecedores, em geral, costumam ser todas as pessoas que estão lhe prestando serviço durante a realização do evento, como a equipe de fotografia, cerimonial, DJ, banda, seguranças (quando contratados pelos noivos) etc.

Este tipo de prestadores de serviço costumam iniciar suas atividades bem antes do início da cerimônia, trabalhando de 8 a 12 horas em um mesmo evento, então vamos combinar que ficar sem comer durante todo este tempo não dá.

E os garçons? E o pessoal do buffet? Em geral a equipe que atua junto ao buffet já possui sua alimentação garantida, a grande questão são os demais fornecedores mesmo, que não são empregados do buffet.

O que diz o contrato?

Alguns prestadores de serviços já elaboram o contrato com cláusula que prevê a alimentação da equipe como uma obrigação do contratante. Ou seja, os noivos, ou pais da debutante são responsáveis pela alimentação da equipe. Na maioria das vezes essa alimentação corresponde somente a alimentação que deve ocorrer após o início do evento.

Eu por exemplo, costumo chegar bem cedo com minha equipe ao local do evento, portanto, o almoço ou lanche da tarde é minha responsabilidade, mas o jantar precisa ser realizado durante a festa, afinal, não há a possibilidade de eu sair do evento com minha equipe para nos alimentarmos.

Mas é obrigação de quem?

Caso o contrato do prestador de serviços não possua nenhuma cláusula que faça referência à alimentação dos fornecedores, fica à critério dos noivos decidir o que será feito.

Na minha opinião, deixar passar o evento para depois pensar nisso pode ser uma armadilha, afinal, se não estiver nada alinhado com o buffet e o fornecedor se alimentar, o buffet pode acabar querendo cobrar mais, visto que você não tinha levantado esta questão.

Não acredito que seja uma obrigação dos anfitriões, mas creio que seja de bom tom, afinal, saco vazio não para em pé, então o quanto mais você puder fazer para ter certeza de que o fornecedor irá prestar um bom serviço é importante fazer sim.

Mas é claro que também é necessário que haja bom senso do prestador de serviço, que está ali para trabalhar e não para ter uma experiência gastronômica.

O buffet irá cobrar mais?

Isso varia de buffet para buffet, se colocarmos na ponta do lápis, um prestador de serviço não se alimentará da mesma forma que um convidado, afinal, ele não poderá ingerir nenhuma bebida alcoólica e também não irá desfrutar do coquetel e sobremesas, irá somente desfrutar do jantar, por este motivo, acredito que mesmo que o buffet queira cobrar um valor a mais pelos fornecedores que se alimentarão, este valor não se compara ao valor cobrado por um convidado.

A maioria dos buffets já estão acostumados com este tipo de situação, alguns elaboram um cardápio específico para os prestadores de serviço, com o intuito de baratear o custo da alimentação destes. Há também, àqueles que apenas cobram metade do valor que foi cobrado por convidado (visto que um prestador de serviços não irá comer a mesma quantidade que um convidado). E há àqueles que não cobram nenhum valor a mais dos noivos pelos fornecedores que se alimentam durante o evento, portanto, não custa nada perguntar ao buffet e analisar o contrato, não há nada que não se resolva com uma boa conversa.

E quando o buffet não oferece alimentação aos fornecedores?

Não são raros os casos em que buffets se negam a fornecer alimentação aos fornecedores, mesmo quando os noivos já pagaram o valor correspondente à alimentação dos mesmos. Por este motivo, faça questão de deixar bem claro para o buffet contratado, que todos os presentes devem se alimentar, sejam fornecedores ou convidados.

Mas quando o buffet realmente não se responsabiliza e já deixa isto especificado na contratação, é interessante pensar em um plano B, neste momento, vale a pena pedir ajuda à assessora de casamentos para garantir que todos os fornecedores irão se alimentar e estarão em plenas condições de prestar o melhor serviço possível.



Tem alguma dúvida? Deixa aqui nos comentários, vai ser um prazer ajudar!

Fonte da imagem: Copa e cia