Sobre mim

Postado por: Maria Carolina Costa
Por volta dos meus doze anos descobri um blog, era lindo, cheio de gifs animados e babadinhos, uma graça. Até então não sabia o que era ter um blog, eu tinha meu diário, mas a ideia de um diário virtual parecia muito mais legal.

Foi aí que decidi criar meu primeiro blog, confesso que não lembro o nome e ele também não tinha muitas visitas, sem contar que eu vivia mudando o layout dele e foi aí que descobri que eu gostava de webdesign, aprendi a programar na raça e comecei a gostar muito de trabalhar com o Photoshop.

Mas eu nunca conseguia manter uma frequência com nenhum blog, tive vários, porque sempre que algo mudava em minha vida eu sentia necessidade de mudar tudo de novo no blog, desde o endereço ao layout.

Alguns anos se passaram, muita coisa mudou na minha vida, entrei em uma faculdade, larguei, entrei em outra, passei por alguns empregos, decidi me casar e a vontade de compartilhar aquele momento veio com tudo e me lembrei do blog. Voltei a escrever e compartilhar sobre a minha experiência como noiva e foi nesse momento que decidi também trabalhar com eventos sociais.

Desde o meu casamento e o blog que criei para compartilhar sobre ele, MUITA coisa mudou, mas minha paixão por escrever, compartilhar sobre meus sentimentos, sobre o que acredito, minhas experiências como noiva, estudante, esposa, viajante, séries de TV, filmes, livros, música e as últimas roupas que comprei, continuou.

Este blog surgiu com o único objetivo de compartilhar minhas experiências como profissional de eventos e tentar ajudar o máximo de noivas que eu pudesse, inclusive as que não poderiam pagar pelo meu serviço. E hoje fico muito feliz porque o blog continua com o mesmo objetivo, mas hoje ele é muito mais, graças à ele tenho feito muitas amigas, tenho ajudado não somente noivas, mas recém-casadas, jovens, que assim como eu sonhavam com o príncipe encantado, meninas que sonham com a festa de 15 anos perfeita e tenho compartilhado também o que há de mais precioso na minha vida, Jesus.

Quando eu era pequena, sempre que perguntavam o que eu gostaria de ser quando fosse adulta, eu vivia mudando de ideia, queria ser jornalista porque amava escrever, queria ser cantora porque amava cantar, queria se chefe de cozinha porque achava que cozinhar era o máximo e ainda acho, ainda amo o que amava quando eu era pequena e agradeço por hoje entender que nunca somos uma coisa só e sempre podemos encontrar um jeito de fazer o que amamos.

Não sou jornalista ma escrevo, não sou cantora, mas canto e toco violão, não sou chefe de cozinha mas vivo fazendo arte aqui em casa, não sou missionária, mas sempre procuro falar de Jesus porque Ele é a melhor coisa que aconteceu na minha vida!

Um vez ouvi uma teoria de que o mundo se divide entre Mozart's e Da Vinci's e hoje essa teoria faz muito sentido. Mozart era apaixonado por música, ele respirava música, Da Vinci, tinha muitas paixões, ele pintava mas também amava música, animais, matemática e etc.

A gente cresce com o mundo dizendo que temos que ser Mozart, mas algumas pessoas são como Da Vinci, e acho que sou como ele e hoje entendo que não tem problema nenhum nisso.